segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

as palavras pintadas...

Não sei dizer o quanto há em mim de saudade...

só sei que o vento que sacode as tardes, trazem-me o frescor das lembranças.

e o cheiro das damas-da-noite, rescendem na madrugada, um odor de desejo...

na verdade, há uma nova tonalidade de verde cobrindo as paredes ensanguentadas de tristeza...

o tempo vai rolando devagar os segundos nos relógios:tictac...

ora ou outra vasculho os ponteiros em busca de futuro...

nova sombra azul-turquesa, o céu da íris estrelada de sonhos...

nos lábios, um batom cor de paixão inebria os olhos...

e do interior vão brotando versos estranhos...

a tez, branca como uma rosa, demonstra a eternidade das coisas abstratas...

2 comentários:

jean disse...

Alineee!!
Cada palavra colocada de uma maneira que realmente torna,não só impressionante,mas inspiradora ao proprio sentimento.Menina...Demais da conta!Desse jeito eu me apaixono...
você tem muito futuro!
Beijão

QueL mOraeS disse...

Êita saudadE qUe afEta os sEntidOs...
ApreNdesTe bem a lIçãO de JorgE AraÚjO, heIn?!
BeiJo!!

Ocorreu um erro neste gadget