segunda-feira, 29 de dezembro de 2008

Petição


Hei de compreender-te
sentimento fatal de afeição...
vens e vais como as
chuvas de verão...
não te demoras em lugar algum,
e ao mesmo tempo,
esperas a eternidade
para se fazer valer de testamento...
vives da emoção, e da cegueira,
de quem, devotamente,
o deixa habitar no regaço...
e enches o peito até rebentar
de poesias e emoção...
Diga-mo que queres...
que vantagem levas em marejar
olhos tão desgarrados,
em macerar tão pobre carne,
com dores tão intensas,
que atinjem a alma?
Ainda hei de convencer-te ,
sentimento traiçoeiro de amor, a partir...
poderias deixar meu coração livre,
até amanhã de manhã?
concederia-te ainda um sonho,
desde que este fosse terno e deliberado...
amanhã, de malas prontas,
poderias viajar, e afetar outros corações....
novos...
deixai o meu em paz!!!!
permitas que as lembranças,
descansem tranquilas, e cessem...
e não mais me assombrem...
Ainda verei-te partir,
óh paixão arrebatadora...
esperaria todo o tempo,
se não estivesse certa da tua inutilidade...
como poderia ser tão certa esta partida?
se escrevo, ao mesmo tempo que sinto...
como poderia eu, de certo modo argüir-te de entristecer-me?
ahhh, qual entranhado estás,
que nem com as unhas consigo
retirar-te do meu peito sangrando...
só te peço, mais uma vez:
deixai-me, deixai-me!!!

2 comentários:

QueL MoraEs disse...

TenS certezA?
SãO os sentImentOs maIs intensOs - dolorosos oU não- que nOs TornaM mais fOrtes, trazenDo o que há de maIs raciOnal nO hUmanO: "o instintO poétIcO".

jean disse...

Olha Aline, eu gostaria de fazer um comentario que realmente pudesse demonstrar o quanto você é boa no que faz, nas emoções que transmite,nas palavras que consegue de maneira tão impressionante ajustar.Desculpe-me...Mas eu sinceramente não consigo demonstrar em palavras...elas simplesmente não estão em meu alcance...
Para você elas estão...

Ocorreu um erro neste gadget