quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Past




Me deparo com o passado, quando olho para o céu mudo. 
Os meus olhos tornam-se o espelho,
em que se miram as galáxias passadas...
Nada de novo, como imagino,
ou imediato.
Só a velha luz que perpassa os tempos,
a luz das estrelas que morreram sem mortalhas, e Epitáfio...

7 comentários:

Rolando disse...

oi. passei aqui e dei uma olhadela. muito legal. agora da uma chegada lá. abraços.

Má Midlej disse...

Ai então nao ficar olhando nao, aline. que sei lá, a gente quando se perde em lembrança, esquece do tempo mais efêmero que é o presente. shiiiu, corre logo e vai viver antes que vire passado. aha

beijo

Valéria Sorohan disse...

Salve,salve poetisa...Falas com palavras e gravuras e tudo é poesia...Poesia linda,beirando a perfeição,maravilha "ilha" paradisíaca para os olhos dos leitores embebidos de entusiasmos ao adentrar por essa janelinha!!!

Meu beijooO*

Jenny Cullen Neto disse...

Adorei suas reflexões!
Já estou seguindo!
Qd puder, venha conhecer o meu tb!
www.santaingnoranca.blogspot.com
@SantaIngnoranca
Bjks e obg!

***MissUniversoPróprio*** disse...

Às vezes é mais reconfortante viver do passado, que sobreviver do presente.

Obrigada pela visita e pelo carinho. ;**

leonel disse...

O passado também ensina, com suas marcas traçadas em algum terreno fértil. O problema é que nem todo terreno é fértil, e, nem todo passado é semente boa pra germinar.

Continuamos cultivando os nossos destinos.

Abraço do leonel.

ERICK MOURA disse...

olhar para o passado é bom para reconhecer os erros e postar um futuro melhor...
ficar no passado ai sim é ruim, pois perde o prestigio de tentar.

Ocorreu um erro neste gadget