terça-feira, 30 de setembro de 2008

carta-garrafa


Remeto-te esta carta,
não sei onde vai chegar....
onde estás tu, amor perfeito?
quando virá me encotrar?

Minha essencia em ti trescala,
cheiro fresco de amanhecer.
Imagem espelhada de mim
nalgum lugar além do horizonte,
apressa-te em me encontrar...


sei que o mar vai banhar os teus pés,
e servirá de correio entre mim e ti...
grande distância, de grandes ondas,
que se estendem pregiçosamente na imensidão azul e profunda.


Quem és tu amor perfeito,
onde te escondes?
apressa-te em me encontrar...

Declaração precipitada,
de alguém que sofre por esperar...
minhas lágrimas aleitam o oceano,
e minha tristeza salga o mar....
estou perdida neste grande mundo,
será que podes me achar?
Quem és tu amor perfeito,
me diga quem és, que já não durmo...
apressa-te, que já não sei
o quanto posso esperar...

Um comentário:

Denise Prates disse...

Oi amiga!
Que lindo o seu blog!
Como eu prometi, vim aqui e, dessa vez, comentei!

um beijo
:*

Ocorreu um erro neste gadget