quarta-feira, 29 de abril de 2009

Explico-me

Versos inversos,
redondilhas textuais imensas,
fora de padrão,
perfeitas idéias atômicas,
pelas metades, cortadas...
Versos incompletos,
metades absolutas...
Meias verdades, absurdas,
pensamentos mudos e surdos...
Gritos inconsequentes, em poemas
nada mais que imperfeitos desatinos,
do medo impiedoso,
e estático,
estátua pesada e anônima,
obliquíssima, em seus pesares dispostos,
semanticamente em alguns trechos,
metidos a besta,
de extermínio semantico-vocal...
Sinto-me muda de Fonética nova...

Ops 2!!!mais um post...tem mais alguns abaixo: leiam, por favor....
I need coments!!!!

2 comentários:

L. disse...

nao sei muito bem porque estou aqui no mundo, ou se consigo fazer qualquer porcaria... mas, felizmente, esse não é o ponto principal da vida :)

seu blog me deixa feliz ;)

Anônimo disse...

eu nunca entendo essas coisas =/

A.R.

Ocorreu um erro neste gadget