quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Texto-com* Debilidades

Retiro o que disse sobre o contexto!
Nem me importo com a tendência de dizer!
Sei o que digo, com as palavras inteiras, e seus primeiros significados...
As reações que virão, virão depois.
De início, tudo é instinto, motivação quase mecânica de fato, de verbalização!
Nada importa o acaso,
da palara que foi "nomeada" aleatória,
ou, fez-se realidade por Haja, seja,
ou por ação instantânea de começo!
Retiro o que disse sobre o contexto (se é que cheguei a falar...),
nesse barato texto-com, de ignorância consentida,
e iludida!
Sim,
O que a palavra diz, supera as barreiras da incompreensão linguística,
e vai habitar nos obstáculos semânticos,
da vontade de entendimento,
ou preferência por imobilidade!
Sei, o que digo, por intenção quase que imediata de sentimento,
em contexto impregnado de sentidos,
e vontades nada agradáveis de entendimento.
Reitero o que digo, sobre o pusilânime 'contexto',
fraco, esparço, duvidoso...
Tenho as vontades em iminência, e as palavras afiadas na ponta da língua!
-------
*Texto-com, como licença poética de 'desconstrução' da palavra contexto...
PS: Ah! que se dane o contexto! As verdades vem inseridas apenas em instinto... Contexto se manipula... Significados não!

Um comentário:

~~* Lila *~~ disse...

Pois é
kkk
keria mto ter essa sua inspiração pra escrever, ultimamente num tenhu nenhuma, to em crise kkkk
nhaaa obrigada por sempre da uma passadinha lá no meu mundinhuu ^^
bjinhuus flor

Ocorreu um erro neste gadget