sábado, 10 de outubro de 2009

Frases pela metade...

Na metade da frase,
desconsiderei todas as coisas que tinha dito antes,
e resolvi fazer uma nova conclusão...
Fala interrompida, não é fala apagada.
Infelizmente...
Já que, não há um paradigma a ser seguido,
e o resultado é o texto em carne-viva
a verdade bruta,
não lapidada pela escrita manipuladora...
Na metade da frase,
eu inverti o rumo,
e por resolução inequívoca,
disse-te a verdade bruta, sem rima...
Fala invertida, não é fala compreendida.
Infelizmente...
Meus marcadores foram precisos,
quanto ao rigor semântico,
mas tu, alocutário,
tapastes os ouvidos,
e deixastes-me num solilóquio monótono, e irresponsável...
É um equívoco, tratar desta "conversa de botas batidas"
tão prolixamente,
remendando significados, e lembranças,
até formar uma colcha de retalhos que abrigue o coração...
Mas, de que posso fazer, se o pensamento instantâneo,
limita a ação à soma de suas partes mecânicas,
e faz emergir, do equilibrio estático, o Caos,
a desordem enigmática de todas as metáforas que criei um dia...
Não faz mais sentido, cultivar frases inteiras...
O remendo, por enquanto, serve, até o instante que as causas, unicamente, falem por si.


PS:
Me perdi na conclusão deste texto... Tenho receios de dizer, o que não faz sentido, como negar meus sentimentos, e insistir na idéia absurda, que não quer deixar minha mente...
Odeio despedidas, odeio finais que não correspondam às minhas expectativas...
Odeio coisas mal escritas, sem conclusão coesa...
Odeio essa minha história, que tenho repetido, exaustivamente, e que se encontra pela metade, como a minha frase...

6 comentários:

Anônimo disse...

Os poetas adoram dramatizar a vida. Tudo poderia ser tão simples, mas se assim o fosse, como fazer poesia, não é mesmo? É preciso complicar, complicar muito, complicar tudo, assim talvez não vos falte a inspiração.

Lembro que a "conversa de botas batidas" nos remete a uma escolha e viver é isso, nada mais: ESCOLHER e seguir adiante, sem olhar para trás ou para os lados. Escolher e seguir adiante, para frente, sempre em frente e ver até aonde a vida pode nos levar.

ESCOLHA.

Boa Sorte.
Fievel.

Nine disse...

Uau!!!

Obrigada pela adjetivação : poeta...
rsrsrsr

Concordo contigo...Às vezes, na vida, a gente acaba complicando as coisas, muito mais do que deveria...
E bem...A escolha é uma realidade que sempre nos ronda...
Me ronda continuamente...

Obrigada pelo comentário...
Tens blog? Amei suas idéias, fievel...

Nine

Marcelo Mayer disse...

poetas precisam de raiva para escrever sobre amor! não acha também?

Del... disse...

Ai que chique,tenho uma amiga poeta!!!hauhsuhauhs
Nine,simplesmente lindíssimo!
Vc sabe q eu sou sua fã!!!
bjuuu:***sssss

Otavio Alcantara disse...

[...] remendando significados e lembranças, até formar uma colcha de retalhos que abrigue o coração...

Poxa, maravilhosamente lindo e MUITO bem escrito.

Nine, sua 'frase pela metade' é o que compõe sua vida... E sinceramente... Com a perfeição que vc escreve, essa metade não poderia ser mais completa. Perfeito... Tudo.

Meus parabéns. De seu mais novo fã! ;)



PS: Deixa teu e-mail num comentario no meu blog para nos comunicarmos, ok? vlw

~~* Lila *~~ disse...

só passando pra dar um oiii
bjuus

Ocorreu um erro neste gadget