quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Conto narrador-personagem, na terceira pessoa [1]


De sobressalto, olhou ao redor, e assustou-se com a realidade.
Os sonhos da noite ainda rondavam sua consciência que amanhecera cedo, com vontade de café.
Dali a um instante seria dia, e ficar ali remoendo a preguiça com gosto de poesia requentada não seria bom para a enxaqueca.
Pôs os dois pés no chão de vez, e abriu as cortinas.
Seu corpo despertava com a luz.
O sonho se apagava lentamente, tornando-se gosto de noite-mal-dormida na boca...


PS:

Pra quem já conhece, o termo narrador-personagem,na terceira pessoa (no sentido preciso com que o uso...), fica fácil entender... Se não, há sempre como recorrer a um texto antigo. No caso, o texto: Narrador-personagem na terceira pessoa pode os ajudar a compreender...
Eu coloquei um 1 entre colchetes, mas não sei se escreverei outro do gênero.
Estou com sérios problemas para escrever.

7 comentários:

Suspiros de uma Mariposa Apaixonada disse...

Eu tbm estou com bloqueios, guria!

Lindo seu texto.
E triste como o gosto de tédio de lembranças de passados não acontecidos.

beijoo

Tatiane Trajano disse...

Se está com problemas pra escrever e escreve bem assim, não consigo nem imaginar como vai ser quando tudo "estiver bem".

=*

Marcelo Mayer disse...

isso é ressaca!

***MissUniversoPróprio*** disse...

Nossa...imagina se não estivesse com problemas pra escrever, heim, moça? Perfeito, perfeito. ;**

Larissa disse...

"(...) sua consciência que amanhecera cedo, com vontade de café (...)"

Gostei muto dessa parte. Sem uma explicação específica para isso.
Espero que sua facilidade para escrever volte. Também tenho desses momentos meio travados, que me incomodam bastante. Mas daqui, estou torcendo. Quero voltar mais vezes.

Rayza Santiago disse...

com vontade de café :p

aiai, so acordo com vontade de agua, acho q deve ser pq me mexo demais dormindo, deve servir de exercicio ne ?
hsuahsausahs

=*

Johnn¥ ђA disse...

Isso é ressaca!! [2]

Ocorreu um erro neste gadget