domingo, 1 de novembro de 2009

Cedo...


Era cedo ainda,
mais do que poderia imaginar...
E disse-te que amava,
que não conseguiria viver sem você.
E foi incrível, quanto durou,
pois mesmo longe, teu coração pulsava dentro do meu,
e cada respirar, era combustível para as lembranças que não morrem.
Mas foi sucinto,
e minha imaginação de poeta,
exagerou os planos de eternidades.
Agora, é tarde,
e o amor descansou sereno, sobre o seu próprio abismo.
Meu coração ficou lá,
com sua metade manchada de cinza-concreto,
chapiscado com a camada grossa de cimento impermeabilizante que coloquei para não doer mais.
O choro cessou, com o tempo...
Agora, é tempo de seca,
dos versos que nasciam espontaneamente...
Das palavras que se encaixavam na emoção que sentia...
é tempo de adaptação,
de aprender a usar novos substratos, experimentar outras metades,
pintar as paredes,
me enovelar noutras palavras...

11 comentários:

***MissUniversoPróprio*** disse...

É tempo de renovação! ;)

Flor, sobre o coment lá, é o trecho de uma música...peguei o link dela, com a tradução pra ti. ;)

http://letras.terra.com.br/jacques-brel/5766/#traducao

=***

Marcelo Mayer disse...

já disse que seus poemas são lisérgicos? pois é, perfeito!

~~* Lila *~~ disse...

oO
ke lindo Nine!
beijão

ERICK MOURA disse...

OLHA EU AQUI NINE
=D
saudade desse cantinho.

gostei muito do texto, so nao curti muito o titulo, poderia ser algo que tivesse mais haver com SUPERAÇAO.]
mas adorei o que vi.

olha, ontem quando eu digitava no MSN nao aparecia pra tu, ficava dando erro,.
tentei varias vezes, ate que sai.
to com saudades de tu.
querendo conversar contigo.
vou ficar um tempinho sem entrar na net,e quando entro é so pra ler os blogs e dar uma passada rapida no msn.
espero te encontrar por la.
bjo pra tu sua menina....

saudades.

ERICK MOURA

Cristin disse...

GOSTEI!!!
Bj

***MissUniversoPróprio*** disse...

Manda um pouquinho desse impermeabilizante aí pra mim, vai? ;)

Obrigada, flor, pelo carinho lá no blog! =*

***MissUniversoPróprio*** disse...

Dá uma voadinha lá pelo Céu, hoje sou eu quem posta por lá! ;)

http://aceuabertodaboca.blogspot.com/

=***

cau metal disse...

"é tempo de adaptação,
de aprender a usar novos substratos"
nessa parte vc revelou seu lado biologa aushausha
bjux nina..
seus poemaas sao massaXD

ERICK MOURA disse...

ah!
hoje eu entrei aqui pra poder ver se tinha texto novo e nao enconttrei. =/
fico aguardando entao.
:D
bjao pra tu sua menina.]

ERICK MOURA

Mamello disse...

Bela Nine, o que posso dizer diante de palavras reveladas que soam como poemas?

Quem somos nós para desaprovar?
Quem somos nós para desacreditar?

Não há chuva de sofrimento no mundo que não traga um belo sol de felicidade depois dos temporal.

Certa época, na morte do nosso saudoso Frei Damião - que muito sofreu antes de morrer, o Diário de Pernambuco (um dos mais consagrados e antigos jornais do Estado) publicou uma página inteira com a foto junto às palavras do Frei, ditas dias momentos antes de morrer:

O sofrimento não é indiferença de Deus.
Esta vida é apenas uma preparação para a outra, esta sim, é importante.
Daí precisamos sofrer nesta existência, para termos merecimento na outra."


Acho que está na hora está na hora de você jogar o velho diário fora, e em um novo, escrever uma nova história.

Pense nisso, há um sol lindo lá fora te esperando.

=* do Marcio.

Ló Saldanha disse...

"...é tempo de adaptação,
de aprender a usar novos substratos, experimentar outras metades,
pintar as paredes,
me enovelar noutras palavras..."

Obriigada pelas palavras , ameiii!!!

Bjiins

Ocorreu um erro neste gadget