sexta-feira, 29 de maio de 2009

Não dito

Incrível, como não há nada a dizer, porque simplesmenta não há novas coisas...
Mas, cada dia acordo,
e vejo o vazio ao redor...
Mas acordo, e isso já é alguma coisa...
O simples fato, de sentir na pele o frio,
e depois cair em baixo do chuveiro super-quente,
e poder pensar,
em tantas coisas que vão acordando também na minha mente...
poder sentir o gosto do café,
que desperta meus ânimos...
O céu lá fora, ameaça chover,
mas só cai aquela garoa fina, que parece apenas penetrar os ossos...
E são tantas coisas no caminho,
o caminho bem conhecido,
e vazio...
nenhum amigo na esquina...
O ônibus cheio, sem mais espaços...
só há, eu e a musica nos meus ouvidos.... "...searching for a savior..."
e a janela percorre rapidamente,
uma distancia de emoçoes diferentes...
E por acaso,
uma tarde inteira,
passa desapercebida,
entre ecos de biologia celular,
e o barulho estrondoso dos meus pensamentos...
E saio meio tonta,
esbarrando em minhas próprias conjecturas...
E me vejo, perpassando as janelas do ônibus, em busca do céu, que adormece...
A explosão perfeita de cores e energia...
A cidade que se acende, à lua que aparece...
Noite na serra.
Noite fria, de moleton, e luvas...
Quarto de monge, penso eu,
minha cama, minha mesa, meu armário...
Só a minha respiração me distingue de uma estátua...
Os desenhos na parede, escurecem à proporção que adormeço ao som da cortina cor-de-laranja, que sacode ao vento convidativo...
Dias Vazios, não querem dizer, tempo de sobra para versos!!!
Nem eu quero dizer coisa alguma...

5 comentários:

Amanda Luíze disse...

falta de criatividade? Sei, sei... Suas palavras são tocantes.

beijos

Mamello disse...

Tua descritibilidade é um convite a navegar em teus versos, Nine!


Tu sabe passar perfeitamente o que quer dizer, até mesmo quando não tem nada a dizer.

=* do Marcio.

Mamello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mamello disse...

Nine...sempre você e seus comentários cheios de vida....rss!

Muito bom ler teus comentários, porque me arrancam o mesmo sorriso...

Sabe, só gosto de escrever quando me sinto inspirado, e às vezes, a inspiração foge de mim.
Então sento aqui no computador, fico olhando as fotos de minhas viagens, escolho uma boa, ao som de uma boa música e tento descrever sensações com o máximo dos detalhes dela...

Funciona! =)

E você...sempre modesta com seu dom maravilhoso da escrita.

Olhee mocinha, não me responsabilize por te "falar" o que precisas escutar - se um dia a sintonia falhar, eu serei bastante cobrado! (Muitos risos!)

Ahahahahahaah!
=* do Marcio.

Sunshine disse...

Poesiia ,poesia !
ah como é lindo esse dom de escrever!
concordo com o comentaério de cima..
vc passa perfeitamente o q quer dizer...
até msm qnd n tem nd a dizer..[2]
eu tenho tantas emoções e sentimentos parecido sabe?
que normalmente eu sinto só o nó na garganta,o frio na barriga...
aí qnd venho aqui vejo vc,transformar td isso em versos...brilhanteee!

Ocorreu um erro neste gadget