segunda-feira, 4 de maio de 2009

Só queria...



Quero as tuas Pupilas em fogo,
dentro dos meus grandes olhos,
quero tua Quimera,
rebulindo meus pejos
por dentro,
e tremulando minhas Causas, em tuas Causas...

Quero teu Contato,
teu Tato,
teu corpo, colado,
e o Abraço cheio,
e as mãos preenchidas,
e o meu peito pequeno para tanto Amor...

Quero as tuas Declarações,
ao pé do ouvido,
e Beijos na nuca,
e mão na cintura,
e sentir tua respiração morna bem perto...

Quero poder decifrar teus Mistérios,
notar teus jestos,
ver-te à frente,
não como em um Sonho...

Quero teus beijos,
ser teu Desejo,
perder-me em teus anseios...

E devanear,
e surrupiar teus Medos,
ternamente,
e poder abraçar-te,
ter o direito de ser Prolixa,
como essa Poesia...
poder dizer Amo-Te, de forma AUDÍVEL...



Só queria...

3 comentários:

Anônimo disse...

querer nem sempre é poder ... ki pena né ... vi muita coisa que eu conheço nesses versos...

grandes idéias disse...

Nine...
Querer é algo muito difícil, né?
Tipo... eu queria minha irmã aqui comigo agora, mas ela não está...
Te amo...Tô com saudades...
B-jus Linha

Anônimo disse...

"ter o direito de ser Prolixa,
como essa Poesia...
poder dizer Amo-Te, de forma AUDÍVEL...
Só queria..."

ficou lindaa essa parte !

A.R.

Ocorreu um erro neste gadget