quinta-feira, 18 de junho de 2009

(IM-)Probabilidades poéticas


E agora, meu coração???
Tu e Eu, sozinhos e perdidos....
Desprendidos das realidades claras,
E emudecidos nesta estabilidade incauta...
Como mover as firmes pedras???como destravar a língua molambenta???
Como arredar do peito este sentimento penetrante, e persuasivo???
Não há meios exatos, paradigmas, contextos, teorias...
O que digo, de extraordinariamente novo, nada serve de leque...
O vento que me sopra feito folha seca, se perde no infinito escurecido...como as pálpebras cansadas, e semi-cerradas, açoite ás meias realidades, de seda...
E mais além, um horizonte colossal, erguido muro de hostilidades semânticas, e poucas palavras de sorte...
As boas noites, de costume se misturam aos dias, em redume, orgânico de sede, e fome, e insônia, e eternidades...
Se recosto à janela, dois olhares furtivos, aos segundos que passam desapercebidos, na correria frenética, de átomos em festa, e ligações induzidas pela calma estupefada, o coração derrama seus suspiros á tarde que deita....
E as cores, constituem sons animadores, para a mente ensandecida, máquina Milenar de sofrimento...que não sofre as amarguras do tempo, nem da falta, e se faz animada,e ativa em suas considerações...
Quem sofre é o coração, que acredita no que diz a mão, ao papel vazio...
Enche os olhos de recordações, e na pele um arrepio...
O que fazer, meu coração, desprevinido, o que fazer de imediato???
Porque o tempo se vai...os sonhos acabam, a mente envelhece, e um dia, os olhos não mais enchergam...
Na ponta da língua só restaram as palavras cada vez mais caladas...A língua muda do voto estabelecido do desespero, do olhar de encanto, e o pouco-caso...
E a bendita esperança, eu mato de saudades, pois a mesma, em si não agüenta as incertezas...
Probabilidades matemáticas hoje calam minhas falas poéticas... O pouco, em 100% de certezas absolutas, enchem-me das mais variadas dicotomias...
E tu, inteiro lá...tão longe das minhas verdades...

3 comentários:

Levi disse...

gostei muito :)

Levi disse...

na verdade não é meu. é uma música do ColdPlay (Fix You) :P mas gostaria de ter escrito sim hehehe

e não, pelo o que eu sei de inglês, vc não errou nada ;)

Rayza Santiago disse...

pra variar mtu bom ne ?
é lindo o modo como vc dança com as palavras.

gostei muito²

bjos

Ocorreu um erro neste gadget