quarta-feira, 10 de junho de 2009

o TextO

As mãos
iniciam uma pré-palavra...
Vem noções de sentido,
idéia...
começo(s)...
desenvolvimento...
clímax...
desfecho...
e um ponto...
Fim (!) (...)
a dúvida, é se exclamo, ou uso reticências.

o novo fim...o velho desfecho...uma nova história...os velhos medos...novas incertezas...mesmas dúvidas...o certo, o errado...conceitos dispersos...pré-conceitos...des-conheço...não entendo...mil agonias...mil noites, ou mais...e desfecho...permeio...enlouqueço...esqueço...tremo...encontro...arrependo...anoiteço...mágoas presentes...descanso as mãos no bolso do guarda-pó...os olhos ainda cansam...se esforçam em conter a represa de lágrimas...enxugo o canto...e do canto do olho, vertem as palavras...desanimo...estimo...coração pequeno demais...espaço demais no coração...coração pequeno para tantos espaços(!) (...)

5 comentários:

L. disse...

acho que vc prefere as reticências ;)

abraço paulista

Amanda Luíze disse...

Nine, você é especial...!

Bj

Amanda Luíze disse...

Que coisa boa... um xêro baiano... ganhei o dia!!!

Mulher, vou fazer uma cestinha com várias coisinhas que ele gosta... você acabou de me lembrar que eu posso colocar um livro lá!!!! Valeu. Valeu meeeesmoooooooo.
Digo que ainda vou fazer porque o temporal que teve aqui em Recife hoje, acabou com os meus planos.


Obrigada você por me visitar.

Um xêro pernambucano pra ti.

QueL MoraeS disse...

NIne?
Reticências, claroo!
Enquanto há vida, há reticências; o inesperado sempre nos deixando de mãos atadas...
[reticências]
Saudades de tUh!!
BeijOOoo!

P.S.: Quero ajuda com Botânica, viu?!

Mamello disse...

Não tenho dúvidas sobre sua predileção por reticências...tampouco por vácuos que te fazem meditar entre cada artéria do coração.

=* do MM.

Ocorreu um erro neste gadget