quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Olhos da morte


Olhos grandes, de íris escurecida. Podem arrastar tudo o que respira para seu interior sem fundo. E não há esforços, que sejam feitos para desviar o olhar, se ele me chama. Eu, feito presa hipnotizada, vejo a minha gula antropofágica aumentar. Minhas partes melodiosas descompondo, vomitando vermes das carnificinas, dos medos, das poesias. E os tais olhos, dentro dos meus, vão se agigantando, se prendendo ao que resta de esqueleto sólido, sob a pele fluida. Os olhos da morte em midríase, me carregam de dentro para fora: pelo avesso. Levando minha alma inteira, sem quebrá-la.
A minha alma, miúda no abismo convidativo da morte, sente-se voar, tendo como asas, as mortalhas, e como miragem, as palavras grafadas na testa como epitáfio.
E, como no primeiro instante de consciência, quando indefesa, percebi-me parte de um corpo frágil, senti a escuridão penetrar bem no âmago inflável, como o primeiro ar nos pulmões do recém-nascido.
Nasci para o lado de lá!

10 comentários:

M. D. Amado disse...

Não tenho dúvidas de que este é um dos seus melhores textos Nine. A morte em palavras mistas. Algumas sublimes e outras bem viscerais. Brutas.

Maravilhoso texto e o título então, nem se fala (rsrsrsrs... tenho meus motivos pra achar isso rsrs)

Aplausos, de pé!

Marcelo Mayer disse...

vc nasceu pelo lado de dentro. a morte seria lucro. a vida o troco

Valéria disse...

Jeito bonito de falar da certeza!

BeijooO'

Priscila Rôde disse...

"Nasci para o lado de lá."
Perfeito!
Ela ficou até mais bonita! rsrs

Beijos Nine.

ERICK MOURA disse...

oO
que olhos sao esses?.
uhauhauha

continua usando palavras made in biologia né. uhauhauha

isso é sua marca.

bjao pra tu sua menin.

nine, passei um tempo sem passar aqui porque passei na federal ai tava resolvendo umas coisas.


ERICK MOURA

Allyne Araújo disse...

um dos poemas mais lindo e intrigate que eu ja li ate agora... nossa vc escreve muitooooo!!!!!!!!!!! beijao! valeu pela vista a um dos meus blogs viu?! ate logo mais!

Tanti Moksha disse...

Oiee novo por aki...

to adorando seu blog!

vou voltar mais vezes!

e ja vou seguindo!

beijo!

Rodrigo Fenty disse...

Que lindo...
aplausos, nunca havia lido algo que descrevesse tão "bem" a morte.
Nine, o mundo precisa conhecer o teu talento!

Abraço!

disse...

Então é assim?
gostei do termo ''nascer para o lado de lá''. Um encanto ha

beijos, nine

QueL MoraeS disse...

É...
Lendo e aprendendo com seus textos. xD

"Minhas partes melodiosas descompondo, vomitando vermes das carnificinas, dos medos, das poesias."

Uuh. Revirou tudo aqui.

Palmas pra você, da Mata!^^
=*



P.S.: Breve, quero um livro. Mesmo o de taxonomia, 'tudo' a ver com minha área! Prometo que leio. \o/

Ocorreu um erro neste gadget