terça-feira, 15 de dezembro de 2009

15 de dezembro de 2009 (em retrospecto I- das memórias e vontades)

Arrumei minha mala, de volta pra casa. E não posso mensurar a ansiedade que tenho para chegar. Me aninhar no ventre de casa, no meu quarto aconchegante, com teto virado pro céu. E devanear, esconder na escrivaninha todos os meus versos contidos na ânsia de tentar ser. Lá onde o celular tira férias, e se desprende da bateria, e onde eu tiro férias do mundo daqui de fora.
Lá, onde o mundo chega até mim, apenas como ruídos, e as verdades se mascaram sob o som do ventilador de teto incessante. Lá, onde a nostalgia impera, longe dos lápis de olho borrados, e cabelos penteados. Lá onde o amor, ressoa em modinhas de violão, reticentes e impiedosas, amortecendo as tristezas, e a solidão. Lá, onde o silencio é matéria prima de criação, e o escuro da noite, se transforma em sonho. Nem sempre bons, e aconchegantes. Ás vezes as noites são vazias, e percorrem rapidamente as horas, tornando-se dia, mais cedo.
E, logo será hora, de proteger-me na redoma inventada, e programada para conter meu sopro de liberdade. Já tenho saudade das limitações de impacto, causada pelas paredes de cimento frio.
Lá, onde minhas vontades são pecados, e minhas atitudes deploráveis. Lá, onde os pesadelos tem pena de mim, e me deixam solitária às noites. Lá, onde as lembranças são companheiras da existencia injustificada.
Saudades de casa, meu exílio particular.

6 comentários:

disse...

A melhor coisa de sair, é saber que se pode voltar..

e como é bom estar de volta, hein?

♥Lilinha♥ disse...

nhaaaim nem me fala....
vou fikr um tempo fora de casa e já me da um friozinhu na barriga...

kkkk me assusto pq vc diz exatamente td o ke acontece de um modo tão lindo!^^
parabéns
bjinhuuu
boas festas tbm e obrigada pelo boa viagem ^^

Luan Fernando disse...

Quando sentimos saudade de alguma coisa, é a prova como aquilo é tão importante para gente. Sempre que possível é bom está em contato com esses elementos das nossas vidas - seja o que for.

TeXucoO disse...

Eu vou viajar sinto mesmo, a mesma ansiedade de voltar. Eu moro onde o rio passa ao lado e quando eu vou parar algum lugar diferente e passo muito tempo longe digo assim "não vejo a hora de voltar e sentir aquele cheiro desagradável que fará meu nariz coçar" ahsuahsuah

Beijos

Fumaça Subindo disse...

é sempre bom ter um lugar para ir e sempre poder chegar neste lugar.

***MissUniversoPróprio*** disse...

Home Sweet Home... Bedroom Sweet Bedroom.

Nada como voltar pra casa. Que texto maravilhoso, heim? Gosto sempre, não tem jeito! ;)

Obrigada pelo carinho e por dividir um pedacinho de ti, sempre que passa lá no blog.

Beijo grande! ;)

Ocorreu um erro neste gadget