terça-feira, 1 de dezembro de 2009

sinuca de bico

A vida por um fio,
constantemente,
e não há um passo,
desses infalsos que damos todo o tempo,
que não nos leve a uma
"sinuca de bico", ou à beira de um precipício.


(e de lá de cima, o medo escorre até a barriga. Parece que todos os icebergs do mundo resolveram degelar. Frio mesmo, medo sofrendo digestão e invadindo todas as cavidades.)

5 comentários:

Marcelo Mayer disse...

viver é uma fatalidade

Tatiane Trajano disse...

Viver é sempre um risco

Priscila Rôde disse...

Viver por um fio, constantemente é inevitável.
Me deixou pensativa..

QueL MoraeS disse...

Viver é conviver com o inesperado.Essa é a emoção.
Se soubéssemos sempre o que vem depois de cada respiração ia ser meio monótono...
Legal é pensar na vida e tecer poesia daquilo que não se sabe ainda- e que gera um medo por não saber o que é.
Beijo de férias!

[P.S.: Suas aulas não acabam não, é?! rs]

Thaís disse...

ooi moça, seus textos são cada vez mais lindos e verdadeiros.Sem maquiagem.
Pra não perder o seu blog de vista, sou assim, mais uma seguidora sua.
beeeijos. fica com Deus *-*

Ocorreu um erro neste gadget