quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

à minha outra metade



Sabe que minha vida sem você,
não é mais a mesma. Nossa ligação é forte, nossas idéias complementares,
e nosso amor tão grande, que nos sentimos à distância, e sempre sabemos nos confortar.
Sei que as minhas melhores idéias vem de você,
assim como as melhores respostas, e também a saudade mais saudável.
Lembro-me das lágrimas que choramos juntas, dos dias que passamos grudadas, de mãos dadas, deitadas no chão da sala, vendo bobagens na TV, e reclamando da boa vida.
É que a gente quer aventura, quer sentir a adrenalina esvaziar os espaços preenchidos pela monotonia, e enfado...A gente quer a liberdade inteira, sem metades, e fronteiras.
E a gente imagina o longe, prá lá, muito mais além do que conseguimos ver da nossa zona de conforto, ou dessa redoma que nos aprisiona.
Agora, sinto sua falta. Quero poder cuidar de você de novo, dar conselhos, encorajar, e ensinar biologia.
Quero deitar de novo com você, pra ouvir a chuva, e ficar na pontinha pra você não cair da cama.
Sim minha irmã, embaixo da cama não existem monstros, e o mundo que você ainda não conhece, é amedrontador. Aqui fora, as pessoas são más, os sonhos são frustrantes, e os pesadelos são reais todas as manhãs...
Os príncipes, não passam de sapos sujos, os contos, são medidos à priori, e trocados por ilusões.
Mas não se assuste, minha pequena, ainda posso cantar uma canção de ninar para embalar seus sonhos juvenis,
ou para mascarar o susto de alguém que se depara pela primeira vez com a realidade.


PS:
Á Paula Carine, minha talentosa irmã.
Teus sonhos são lindos, e tua competência Gigantesca. Torço muito, e sinto saudades...

4 comentários:

Marcelo Mayer disse...

que sua outra metade seja completa e que vc se complete sem ajuda dela. ai mora a felicidade

QueL MoraeS disse...

Essa dupla é fantástica(e Tick vem aí tbm!)!
Saudades tão boas de vocês: as irmãs casadinhoo, sempre!
Lindoo²²²¹²³²²¹¹, Nine! Já estou chorando porque entrou um mosquito no meu olho e tá doendo.
Amo muito mesmo!
=*

Ló Saldanha disse...

Não importa o que venha na vida..irmãs são pra sempre, pois o amor que corre nas veiias é maior do que tudo...

LiindoO o texto!

Bjiins

Johnny disse...

Tenho que discordar do Marcelo. Para mim, a felicidade não está em se completar sozinho, mas em ter ao seu lado aquela que te completa. Sinto algo parecido em relação aos meus irmãos, mas nã sou complementado. Ao lado deles, sou vivo.

O texto é lindo, e a irmã... vai ser caloura! =D
BjoO

Ocorreu um erro neste gadget